eBook ou eBosta?

Tempo de leitura: 4 minutos

Sério, a grande absurda maioria das empresas não entenderam, definitivamente, o conceito de Inbound Marketing e/ou o tal do Gatilho Mental da Reciprocidade…

Falo isso porque sou um “baixador compulsivo” de eBooks e materiais “ricos” (entre aspas, porque a maioria de rico não tem nada) de tudo quanto é canto. Afinal, quando se trabalha com inovação (e resultados constantes) em mídias sociais, você deve estar sempre um passo a frente (e aconselho que você, caso seja meu concorrente, faça o mesmo).

O motivo desse post é mais para mostrar o quão revoltado eu fico com essas empresas que diagramam um post mega superficial e muito do mal escrito e transformam aquilo em um eBook.

O conceito de Inbound Marketing e/ou Gatilho Mental da Reciprocidade (e afins) é muito simples: gerar valor para depois vender. E a minha pergunta é simples: você acredita que um eBosta gera valor ou queima o filme da sua marca?!

Meu Deus do céu, para com essa neura de ter um milhão de materiais ricos que nem a Resultados Digitais a qualquer custo porque você não vai conseguir nada com isso. Só vai queimar o filme da sua marca.

Lembro certa vez quando estava cotando um software de gestão para a operação da minha agência e comecei a baixar os materiais ricos sobre os dito “especialistas” em marketing de conteúdo. Juro que deu uma depressão quando eu baixei um eBook chamado de “O manual absolutamente completo do Marketing Digital em 8 passos” (ou algo do tipo, não me recordo).

Sabe quantas páginas tinha o dito material completo? Três! Sabe quantas linhas tinha o primeiro passo? Uma! Era algo mais ou menos assim…

“1) Pesquisa

Conheça sua audiência.

2) etc.”

Fala sério? Resultado: obviamente não contratei o software, por melhor que fosse. Aquilo gerou uma impressão tão ruim mas tão ruim que desisti. E o pior, ficaram me mandando dezenas de e-mails depois me convidando para conhecer o produto com um dos seus consultores.

Fiz questão de responder alguns e-mails criticando o estilo da empresa o que eu recebi de volta é algo mais ou menos como “somos assim mesmo e você que aceite, se não quiser receber nossos conteúdos (qual?) descadastre da nossa lista”. Uau!

Enfim, o objetivo não era falar mal da empresa e nem faz sentido fazê-lo. A minha recomendação é que você coloque um pouco mais de energia nos seus materiais ricos, aqui, definitivamente, menos é mais.

Certa vez uma famosa empresa que terceiriza redatores me mostrou uma planilha dizendo quantos posts no blog eu teria que fazer para ter uma audiência de, sei lá, 50.000 pessoas por mês. E o resultado dessa planilha era algo como 10-15 posts por semana!

Aí eu te pergunto: como que o Viver de Blog do meu amigo Henrique Carvalho (cujo trabalho recomendo cegamente) conquistou tamanha audiência fazendo um post a cada 15 dias? Teve períodos em que ele fazia um post por mês.

Meus clientes sempre me perguntam quantos eBooks, vídeos de conteúdo, etc. ele deve fazer para ter uma audiência enorme ou captar leads. A resposta é: depende.

Por exemplo, se forem vídeos curtos (até um minuto) de relacionamento, um por dia é uma boa quantidade. Se quiser um eBook fera para ter uma audiência apaixonada pelo seu trabalho, tenha apenas um, mas muito bem escrito.

Tenho um cliente que se chama Tiago Yalcon, Diretor da Escola Coaching Express CB e fundador do Coaching Lifestyle, que com apenas um eBook conquistou (e ainda conquista) milhares de Coaches nas redes sociais. É uma bíblia das vendas para você que deseja ter um estilo de vida Coach.

Outra coisa bem curiosa é o que muitos clientes me falam: “Mas Gustavo, eu já tenho um eBook pronto antes de começarmos a trabalhar com vocês, podemos usá-lo?”

A pergunta que eu geralmente faço é: com qual objetivo você escreveu esse eBook? A resposta geralmente é um tímido: “conteúdo, uai”.

É aí que mora o perigo. O eBook, assim como todo material rico, deve ser um passo completamente calculado dentro da sua estratégia de vendas.

Já perdi as contas, por exemplo, de quantos clientes conquistamos disponibilizando o infográfico dos 14 erros mais comuns que as empresas cometem no Instagram. E depois que a pessoa baixa o infográfico, eu envio a explicação e a solução de cada um desses erros numa sequência de e-mails durante sete dias, com dois erros por dia.

E pasme, até hoje, essa é a única isca que a Agência Mito utiliza para captação de leads. E confesso que a gente não tem problema nenhum em conquistar leads através dela pois tenho certeza que é um super presente para quem nos segue.

Inclusive, vou contar um segredo… estamos criando um material exclusivo (e modéstia parte, incrível) com os erros mais comuns das empresas no Facebook (e como não poderíamos deixar de fora, uma sequência de e-mails com a solução desses erros).

Comente aqui abaixo se você gostaria de saber mais sobre esse material!

4.80 avg. rating (96% score) - 5 votes